Skip to content

Salão de Detroit oficializa mudança de janeiro para junho em 2020

Por GLAUCO LUCENA

Preocupada com a fuga de marcas, os organizadores do Salão de Detroit oficializaram que o mais tradicional evento automotivos dos EUA será adiado de janeiro para junho a partir de 2020. Uma apresentação será feita amanhã à imprensa, mas as informações foram antecipadas pela agência norte-americana Automotive News. A edição do ano que vem será a última realizada no início de janeiro, mês que costuma nevar muito na região, e que tem custos mais caros em função da proximidade com as festas de fim de ano.

detroit_2020

Audi, BMW e Mercedes-Benz já comunicaram que não participarão do Salão em 2019, somando-se a Mazda, Mini, Volvo, Porsche, Mitsubishi, Jaguar e Land Rover, que já haviam ficado de fora das últimas edições. Não se sabe se a iniciativa será suficiente para trazer algumas dessas marcas de volta, mas essa é a esperança dos organizadores.

SAIBA MAIS: Salão do Automóvel de São Paulo terá arena dedicada ao futuro da mobilidade

Em junho faz bastante calor em Detroit, por isso a ideia é que o show não fique restrito ao Cobo Center, mas seja estendido à região externa do pavilhão, localizado bem no coração da capital americana do automóvel. Isso permitirá test-drives para o público (sem neve) e uma série de atividades paralelas nos arredores, como desfile de carros antigos, queima de fogos, food trucks, feiras temáticas e outras atrações para o público, numa espécie de celebração da cultura automotiva. Nessa época também ocorre o GP de Detroit e um famoso festival de música, o que aumenta o fluxo de público para a cidade do centro-norte americano, que faz divisa com o Canadá.

detroit2_2020

Sair de janeiro também implica se afastar da CES de Las Vegas, feira anual de tecnologia que vem ofuscando o Salão de Detroit e atraindo muitas montadoras para mostrar as tendências de mobilidade. Com um Salão de verão, os organizadores também querem que o Salão de Detroit imite festivais como o de Goodwood, que ocorre em julho na Inglaterra, e faz sucesso justamente pelas atividades ao ar livre – neste ano teve uma série de lançamentos de marcas esportivas.

Na opinião de AutoBuzz, mais que a mudança de data, o Salão de Detroit precisa mesmo é encontrar um novo propósito. Se voltar os olhos apenas para o passado, e não para o futuro, dificilmente irá voltar a ser relevante, seja em que mês ocorrer. Vamos aguardar a edição de 2020. O duro será essa edição de 2019, com poucas marcas e sem as novidades prometidas. Será apenas uma última chance de curtir o frio intenso numa metrópole que, não dá para negar, tem um certo charme decadente nessa época  enevoada do ano.

(Jan 2013) Detroit, MI North American International Auto Show

Leave a Reply

%d bloggers like this: