Skip to content

A dois meses do fim do ano, todos os campeões estão definidos

Há quem defenda a volta dos mata-matas no Campeonato Brasileiro de Futebol, com o argumento de que muitas vezes um time dispara na frente, tirando a graça do torneio. Isso tem sido raro. Faltando cinco rodadas, tudo indica que o Palmeiras levará a taça, mas Inter e Flamengo ainda sonham com um milagre. Extrapolando para o setor automotivo, se as vendas por categorias fossem um torneio de pontos corridos, todos os campeões já estariam definidos. Alguns, desde a metade do ano, uma verdadeira lavada.

O fato é que o balanço de outubro praticamente encerrou a única disputa que ainda havia, pela liderança dos SUVs compactos. O Honda HR-V vinha cedendo terreno a cada mês para o Hyundai Creta, com o Nissan Kicks e o Jeep Renegade na cola. Mas no último mês o Honda abriu dianteira. Agora tem 2 mil unidades de vantagem sobre o Hyundai, que não terá como ser revertida nos dois meses que restam no ano. Até porque o HR-V acaba de ser levemente reestilizado, enquanto o Creta bate no teto da capacidade produtiva da fábrica de Piracicaba (SP).

SAIBA MAIS: Primeira quinzena de novembro: Onix dispara, Gol sobe, Yaris Sedan aparece

Dessa forma, o SUV da Honda, com 40.936 emplacamentos até o fim de outubro, desponta para o tricampeonato da categoria. Só perde mesmo para o Jeep Compass (50.517), pelo segundo ano o mais vendido de todos os SUVs. Mas o Jeep é um SUV médio, de outra categoria. O Creta, que mais se aproxima do Honda entre os compactos, vendeu 38.886. Curioso é que a Honda perdia até a última semana de outubro, mas emplacou 1.500 modelos na reta final, provavelmente alguma venda direta para locadora.

Nos outros torneios, a Chevrolet fica com três campeões. O Onix (168.540) lidera entre os hatches compactos, com quase o dobro do segundo, o Hyundai HB20 (88.116). O Cruze (4.579) é o hatch médio mais vendido, num segmento em que o segundo já está saindo de linha, o Ford Focus (2.639). E o Prisma (57.395) é o melhor dos sedãs compactos, seguido pelo emergente VW Virtus (33.439).

SAIBA MAIS: Branco é cor de carro mais popular do mundo. Verde é tendência para 2021

A Honda, além do HR-V, faz dobradinha com o Fit (22.587), líder dos monovolumes, seguido pelo Chevrolet Spin (17.818). Outra japonesa, a Toyota, lidera em dois segmentos. Entre os sedãs médios, com o Corolla (48.857), cada vez mais longe do Honda Civic (21.766). E com a Hilux (31.369) entre as picapes médias, seguida pela Chevrolet S10 (26.005).

A Fiat também tem dois campeões, ambos entre comerciais leves. A Strada (56.264) sustenta uma longa liderança entre as picapes compactas, um pouco à frente da irmã maior Toro (48.693). A a veterana Fiorino (10.905) é a furgoneta imbatível, vista de longe pela Renault Kangoo (1.217). A Renault dá o troco entre os furgões, com o Master (5.988), à frente do Hyundai HR (4.191) e com o hatch subcompacto Kwid (52.578), que passou o Fiat Mobi (41.902).

SAIBA MAIS: Jeep Compass é o carro com melhor valorização para revenda no Brasil

A VW, segunda montadora que mais vende carros no país, por incrível que pareça só lidera no quase extinto segmento de peruas com a SpaceFox (4.800), à frente da Fiat Weekend (3.015). A Ford só comemora liderança no nicho de cupês, com as boas vendas do Mustang (895), bem distante do Porsche 911 (157). E a BMW colhe bons frutos entre os sedãs premium, com o Série 3 (2.700), mais que o dobro do segundo, o VW Passat (1.285).

Na disputa por marcas, a Chevrolet leva vantagem (347.526) sobre a VW (301.314) de forma que não pode mais ser superada este ano, embora a VW prometa uma arrancada para 2019 com a chegada do SUV compacto T-Cross, entre outras novidades. Se a disputa fosse por grupos empresariais, o título seria da FCA, que atinge 360 mil na soma de Fiat e Jeep, mais um residual de Ram e Dodge.

Com os campeões definidos, resta analisar o Salão do Automóvel que abre as portas esta semana, para ver se novos desafiantes vão tornar a disputa um pouco mais emocionante na temporada 2019. Façam suas apostas!

Leave a Reply

%d bloggers like this: