Skip to content

Marcas chinesas projetam um 2019 de grande crescimento no Brasil

No horóscopo chinês, 2019 será o Ano do Porco, que sinaliza o fim de um ciclo de rotação de 12 anos dos signos. Ele marca uma fase de grande renovação, e é nisso que as marcas chinesas presentes no Brasil estão apostando, crendo ou não em astrologia oriental. Aqui em nosso país, 2018 representou um início de reação, após longos anos de sofrimento com as cotas de importados estabelecidas pelo finado Inovar Auto durante o governo Dilma. As três marcas chinesas sobreviventes (Chery, JAC e Lifan) praticamente hibernaram por mais de cinco anos. Começaram a se reorganizar neste ano e esperam voos mais altos a partir de 2019.

chery-caoa.jpg
Fábrica da Caoa em Anápolis, Goiás, deixou de produzir o Hyundai Tuscson para montar o Chery Tiggo 5X, e também em breve o Tiggo 7. Foto: Glauco Lucena

A mais empolgada do trio é a Chery, atualmente conhecida por Caoa-Chery. A cada mês que passa ela galga novas posições no ranking de vendas. Poucos davam atenção para essa marca até que sua operação brasileira fosse comprada há pouco mais de um ano pelo Grupo Caoa, do empresário Carlos Alberto de Oliveira Andrade. De lá para cá ela foi atropelando em vendas tradicionais marcas como BMW, Volvo, Land Rover e Kia. Com duas fábricas no país, ainda com boa parte das peças importadas da China, ela projeta ser a 11ª marca no ranking de vendas já em 2019. “Teremos capacidade para produzir e vender 40 mil unidades no Brasil no ano que vem”, afirmou a AutoBuzz o CEO da Caoa-Chery, Márcio Alfonso.

Clique aqui para conhecer os planos de Chery, JAC e Lifan, assunto da semana na coluna AutoBuzz em iG Carros!

JAC-T80
JAC T80 é o SUV mais luxuoso dessa marca chinesa, com sete lugares e motor 2.0 turbo de 210 cv. Já está em pré-venda por R$ 140 mil e chega às lojas brasileiras em fevereiro. Foto: Divulgação

Categories

Blog

Tags

, , , , ,

Leave a Reply

%d bloggers like this: