Skip to content

Caminhões autônomos começam a fazer entregas nos EUA

The TuSimple self-driving truck is pictured in this handout photo

Os correios dos Estados Unidos começam a fazer testes com caminhões autônomos. Os veículos iniciaram testes de duas semanas entregando encomendas na região sudoeste do país, num primeiro passo antes desse tipo de tecnologia ser difundida em maior escala. Será feita uma análise do aumento na eficiência dos serviços de postagem em termos de custos e economia de tempo.

LEIA MAIS: Conheça o primeiro supercarro feito com impressora 3D

Por enquanto, por uma questão de prudência, um motorista estará dentro do veículo caso seja necessário intervir se houver alguma falha do sistema e isso represente risco de acidente. Além disso, um engenheiro também irá a bordo da cabine do caminhão para ajudar numa eventual emergência.

Se tudo der certo, a experiência será um marco na história dos veículos autônomos e o início de uma nova era no ramo de transporte por rodovias. Os ensaios envolverão cinco viagens ao todo, somando 3.380 quilômetros, e 45 horas passando pelo Arizona, Novo México e Texas.

LEIA MAIS: Startup desenvolve carro autônomo de resgate com seis rodas. Veja vídeo

Outro aspecto importante sobre os testes dos caminhões autônomos é que o tempo e a distância que será percorrida ultrapassam os limites que um motorista comum poderia suportar. Portanto, para fazer viagens como as que serão feitas durante os experimentos seria necessário contratar mais de um condutor.

Se por um lado motoristas vão ser poupados dos riscos de viajar em condições perigosas e poderão ser reduzidos os acidentes nas estradas, por outro, centenas de milhares de empregos deverão ser cortados. A associação dos caminhoneiros dos EUA estima que, pelo menos, 174.500 motoristas deverão perder seus postos de trabalho até 2024.

2 thoughts on “Caminhões autônomos começam a fazer entregas nos EUA Leave a comment

  1. Minha opinião: A indústria automotiva está evoluindo rapidamente, atendendo à demanda mundial de soluções que reduzam custos e aumentem a segurança dos veículos em trânsito. No caso específico dos caminhões e comerciais leves, a tendência é de exclusão do motorista condutor, substituído pelo comando eletrônico dos veículos autonomos. A reportagem confirma que a iniciativa dos Correios dos EUA em realizar os primeiros testes de campo, é um indicativo de que, em curto lapso de tempo milhares de trabalhadores, autônomos, agregados e empregados formais, terão que deixar a atividade e buscar recolocação em outras áreas. Temos que antecipar providências, pois no Brasil temos mais de 2 milhões de caminhoneiros, hoje responsáveis pelo abastecimento de 211 milhões de brasileiros. Cabe ao governo, aos embarcadores e empregadores, beneficiários do trabalho dos motoristas, e também às entidades que representam os caminhoneiros, a obrigação de estudar a questão e criar alternativas para a absorção dessa enorme massa de profissionais, de forma a possibilitar a subsistência desses seres humanos e de suas famílias, pois nos próximos 5 anos, no Brasil, fatalmente iniciará processo de transição, semelhante aos EUA. Com a palavra, os responsáveis. Tenho dito.

  2. Tá…mas quem fará a entrega da mercadoria quando o caminhão chegar ao seu destino????

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: